O firmamento anuncia as obras das tuas mãos...

O firmamento anuncia as obras das tuas mãos...
A mulher V anda na contra-mão das Avenidas feministas.Elas é o que os homens dariam tudo para ter.A mulher V, é um jardim fechado.A você que está lendo este meu diário pergunto:"Como vai o seu jardim,está bem cultivado?Seu jardim é: Sua personalidade-caráter-honra-brio.Que espécie de plantinha está crescendo em seu jardim?Amor,Afeição,Egoísmo,Delicadeza,Amargura,enfim,você já viu parte de sua personalidade ficar sufocada pelas ervas daninhas das experiências negativas? Os sentimentos de revolta nascem às vezes das sementes plantadas por situações adversas.Elas são geralmente semeadas por pessoas e influências que nem sequer ficam para a colheita.Ás vezes, você se vê colhendo coisas que não plantou.E saíba,as sementes que brotam de cada acontecimento nem sempre são fáceis de ser arrancadas.Você é um jardim,proteja diligentemente o seu solo das sementes corruptas.É perigoso permitir que as pessoas derramem seus males no seu campo.Extirpe-as rapidamente através da palavra de Deus. Os sentimentos de: Ódio,frutos de Amarguras elimene a Ira ,a semente da Negatividade,Abaixo auto-estima,o Orgulho, a falta de Humildade.Remova essas sementes antes de germinarem e lançarem raízes.Elas machucam a alma e deixarão cicatrizes no espírito.Você precisa ter condições de seguir em direção a coisas miores na sua vida.Precisa ser o jardim que nutre o mundo e alimenta a sua alma.Plante a semente de Deus e colherá as recompensas de uma vida inteira.Mulher V quem a achará?(Pv 31.10ª).Com meu amor,Lúcia Izidoro

Momento a Dois

Momento a Dois
Meu amor por você é Atemporal. Não tem preço!!

Há que Horas Você Costuma Orar por sua família?

aemptymulheremptyemptyv luciaempty

O Sorriso da Mulher Cristã


Situe-se...
aemptymulheremptyvemptypodeemptyseremptyvoce

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Choro de Mulher


Um garotinho perguntou à sua mãe:
- Mamãe, por que você está chorando?
E ela respondeu: Porque sou mulher...
- Mas... Eu não entendo.
A mãe se inclinou para ele, abraçou-o e disse:
- Meu amor, você jamais irá entender!...
Mais tarde o menininho perguntou ao pai:
- Papai, por que mamãe às vezes chora, sem motivo?
O homem respondeu:
- Todas as mulheres sempre choram sem nenhum motivo....
Era tudo o que o pai era capaz de responder.
O garotinho cresceu e se tornou um homem. E, de vez em quando, fazia a si mesmo a pergunta: Por que será que as mulheres choram, sem ter motivo para isso?
Certo dia esse homem se ajoelhou e perguntou a Deus:
- Senhor, diga-me... Por que as mulheres choram com tanta facilidade?
E Deus lhe disse:
- Quando eu criei a mulher, tinha de fazer algo muito especial. Fiz seus ombros suficientemente fortes, capazes de suportar o peso do mundo inteiro... Porém suficientemente suaves para confortá-lo!
- Dei a ela uma imensa força interior, para que pudesse suportar as dores da maternidade e também o desprezo que muitas vezes provém de seus próprios filhos!
- Dei-lhe a fortaleza que lhe permite continuar sempre a cuidar da sua família, sem se queixar, apesar das enfermidades e do cansaço, até mesmo quando outros entregam os pontos!
- Dei-lhe sensibilidade para amar seus filhos, em qualquer circunstância, mesmo quando esses filhos a tenham magoado muito... Essa sensibilidade lhe permite afugentar qualquer tristeza, choro ou sofrimento da criança, e compartilhar as ansiedades, dúvidas e medos da adolescência!
- Porém, para que possa suportar tudo isso, Meu filho... Eu lhe dei as lágrimas, e são exclusivamente suas, para usá-las quando precisar. Ao derramá-las, a mulher verte em cada lágrima um pouquinho de amor. Essas gotas de amor desvanecem no ar e salvam a humanidade!
O homem respondeu com um profundo suspiro...
- Agora eu compreendo o sentimento de minha mãe, de minha irmã, de minha esposa...
- Obrigado, Meu Deus, por teres criado a mulher...
E você minha querida irmã, já agradeceu a Deus por ser Mulher?











Lúcia Izidoro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.